Ligue-se a nós

Atualidade

Escola evacuada devido a fuga de gás em Mirandela

Publicado

Uma fuga de gás em Mirandela levou hoje à evacuação do edifício onde funciona uma creche e a escola de música Esproarte e a suspensão das aulas até reavaliação das condições, adiantou à Lusa a fonte municipal.

O edifício é propriedade da câmara municipal e esteve ocupado até há alguns anos pelo Instituto Jean Piaget, que tinha ali em funcionamento um laboratório que estava agora a ser desmantelado e onde teve origem a fuga de gás, como indicou à Lusa a presidente da autarquia, Júlia Rodrigues, que é também responsável pela Proteção Civil Municipal.

O sistema de evacuação do edifício foi acionado e as cerca de 100 pessoas que se encontravam no local saíram “em segurança”, segundo disse.

De acordo ainda com a autarca, um jovem que sofria de problemas respiratórios sentiu-se mal e foi levado para o hospital de Mirandela.

O alerta para o incidente foi dado às 10:39 e uma hora depois a Autoridade Nacional da Proteção Civil deu como fechada a ocorrência que envolveu seis bombeiros e polícias e duas viaturas. O Centro Distrital de Operações de Socorro (CDOS) Bragança confirmou à Lusa que não se registaram feridos, apenas um jovem se sentiu mal.

No edifício funciona atualmente a creche Nuclisol do Instituto Jean Piaget com 40 crianças e a escola de música Esproarte, que se mudou para o local este ano.

No total estariam nas instalações, entre crianças e adultos, “cerca de 100 pessoas”, como indicou à Lusa a coordenadora municipal da Proteção Civil, Maria Gouveia.

A coordenadora adiantou que hoje ao final do dia serão feitas novas medições dos gases no edifício para as diferentes entidades envolvidas decidirem se estão reunidas condições para retomar a atividade na manhã de quinta-feira.

Na origem do acidente estiveram, segundo a presidente da câmara, Júlia Rodrigues, trabalhos que o Instituto Piaget está a fazer para desmantelar o antigo laboratório que ali funcionava.

Atualidade

Portugal regista mais três mortes e 157 casos de infeção por covid-19

Publicado

Portugal regista esta segunda-feira mais três mortes pela covid-19 e 157 novos casos de infeção.

Em 24 horas, o número de casos aumentou assim em 0,3%. No total, foram registados desde o início da pandemia 1759 óbitos e foram confirmados 52.825 casos.

Os dados divulgados no boletim epidemiológico diário desta segunda-feira pela Direção-Geral da Saúde (DGS) apontam ainda que 99 novos casos (63%) foram registados na região de Lisboa e Vale do Tejo. Na mesma região, registaram-se as três vítimas mortais.

Continue a ler

Populares