Ligue-se a nós

Atualidade

Empresa de Santo Tirso produz roupa com derivado da canábis e efeito anti-stress

Uma vez vestidas, “as microcápsulas presentes nas peças confecionadas, com a fricção e o mexer, vão rebentar e penetrar na pele”, acrescentou Susana Serrano.

Publicado

Uma empresa de Santo Tirso produz para os Estados Unidos roupa desportiva com acabamentos à base de um derivado da canábis, garantindo à Lusa a diretora executiva serem pioneiros a nível mundial nessa produção.

Em maio, no mesmo mês em que completou 50 anos de atividade, a empresa Adalberto acrescentou mais uma mais-valia à sua atividade na área dos estampados, tornando-se “pioneira mundial na produção de tecidos com derivados de canábis”, cuja utilização tem efeitos “anti-inflamatórios, relaxantes e anti-stress”, explicou a diretora executiva, Susana Serrano.

De uma parceria com a empresa Devan–Micropolis, sediada na Maia, e com a norte-americana Acabada ProActive Wear “nasceu uma nova aplicação para o canabidiol (CBD), a roupa desportiva, depois de um primeiro contacto no final de abril abrir as portas à experimentação e procura de resultados”, acrescentou a responsável.

Conhecida a sua presença em medicamentos, cremes e em óleos, o CBD já fora “também utilizado em têxteis lar”, afirmou a CEO da empresa de Santo Tirso que durante um mês fez a “industrialização e materialização do projeto”

“Encomendámos as matérias-primas, fizemos os moldes e a confeção, bem com os testes de laboratório de qualidade e testámos a aplicabilidade do produto”, contou Susana Serrano.

Descoberta a fórmula, a presença do CBD “verifica-se com o recurso a microcápsulas introduzidas na fase de acabamento de tecidos, em que é aplicada uma certa quantidade de canabidiol enquanto o tecido passa no banho, ficando dessa forma as microcápsulas agarradas”, descreveu a responsável.

Uma vez vestidas, “as microcápsulas presentes nas peças confecionadas, com a fricção e o mexer, vão rebentar e penetrar na pele”, acrescentou Susana Serrano.

“Para garantirmos que a peça de roupa possui o efeito do CBD, terá de haver 12 gramas por metro quadrado”, precisou.

Apesar da substância conferir aos tecidos propriedades medicinais, possuindo “efeitos anti-inflamatórios, relaxantes e anti-stress”, a responsável da empresa ressalva “tratar-se de um acabamento funcional aplicado ao vestuário que tem os mesmos princípios ativos do CBD”, alertando “não dever ser confundido como tendo fins medicinais”.

Atualidade

Coronavírus/Covid-19: Mundo deve preparar-se para uma eventual pandemia, diz OMS

Publicado

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS) avisou hoje que o mundo tem de se preparar para uma “eventual pandemia” do novo coronavírus, considerando “muito preocupante” o “aumento repentino” de casos em Itália, Coreia do Sul e Irão.

“Devemos concentrar-nos na contenção [da epidemia], enquanto fazemos todo o possível para nos prepararmos para uma possível pandemia”, disse Tedros Adhanom Ghebreyesus, numa conferência de imprensa em Genebra.

Continue a ler

Populares