Ligue-se a nós

Atualidade

Dois altos funcionários do Pingo Doce terão recebido mais de um milhão de euros em subornos

A investigação da PJ tem cerca de um ano, depois de as suspeitas terem sido participadas pela própria Jerónimo Martins.

Publicado

A Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional de Combate à Corrupção (UNCC), deteve quatro pessoas pela prática dos crimes de corrupção passiva e ativa no setor privado e branqueamento de capitais.

De acordo com a TVI, tratam-se de dois altos funcionários, responsáveis pela central de compras da cadeia de supermercados do Pingo Doce.

Os dois funcionários suspeitos por corrupção passiva terão recebido mais de um milhão de euros em subornos de uma empresa de fornecimento à qual era dada prioridade para a compra de peixe fresco para os supermercados Pingo Doce, em detrimento de concorrentes com propostas mais competitivas, lesando financeiramente a Jerónimo Martins.

Além dos quatro detidos – três homens e uma mulher, com idades compreendidas entre os 40 e 65 anos de idade -, há ainda outros seis funcionários da Jerónimo Martins constituidos arguidos – nomeadamente um funcionário que exerce funções na Polónia.

Os detidos irão ser presentes às Autoridade Judiciárias competentes para interrogatório e aplicação de medidas de coação.

Atualidade

Empresa de Gaia que promove carne com imagem de mulher vai retirar cartazes

Publicado

Foto: Facebook Carnes Sá da Bandeira

A empresa Carnes Sá da Bandeira, de Vila Nova de Gaia, que lançou uma campanha publicitária onde associava uma mulher de bikini à venda de carne, vai remover os cartazes.

Para promover a carne de vitela branca para assar a empresa associou a imagem de uma mulher em bikini na praia. Por debaixo do “slogan” lê-se: “Para quem prefere o melhor”.

Esta terça-feira, a empresa emitiu um comunicado a explicar que «À semelhança de anos anteriores foram elaborados cartazes alusivos ao verão cuja associação de imagens levou a interpretações que de modo algum ocorreu à empresa. Tendo como máxima que “a nossa liberdade acaba quando começa a liberdade do outro” procedemos de imediato à remoção dos mesmos».

Entretanto o MDM – Movimento Democrático de Mulheres enviou um protesto à Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género. Nas redes sociais, o Movimento defende que “as mulheres não são mercadoria” e critica duramente a campanha.

Continue a ler

Populares