Ligue-se a nós

Atualidade

Direção-Geral da Saúde aguarda informação sobre novo vírus na China

Publicado

A Direção-Geral da Saúde está em articulação com as autoridades de saúde internacionais sobre o vírus hendra detetado na China, aguardando mais informação da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Um estudo científico revelou a deteção deste novo vírus de origem animal, da família dos henipavírus, em 35 pessoas nas províncias chinesas Shandong (leste) e Henan (centro).

O vírus, para o qual atualmente não há vacinas ou tratamentos, foi detetado por meio de amostras recolhidas da garganta de doentes que tiveram contacto recente com animais.

O hendra está associado a sintomas como febre, cansaço, tosse, perda de apetite, dores de cabeça e musculares, e náuseas, segundo o jornal oficial chinês “Global Times”, que cita um artigo publicado por cientistas da China e Singapura no “New England Journal of Medicine”, uma das mais prestigiadas revistas médicas do mundo.

Questionada pela agência Lusa sobre se Portugal já está a tomar algumas medidas de prevenção, a Direção-Geral da Saúde (DGS) afirmou que já recebeu a informação do alerta pelo Centro Europeu de Prevenção e Controlo das Doenças (ECDC).

O “Global Times” refere que investigações posteriores revelaram que 26 dos 35 doentes desenvolveram sintomas clínicos, aos quais se somam irritabilidade e vómitos.

O “Global Times” lembrou que não está provado que haja casos de transmissão de pessoa para pessoa, embora estudos anteriores indiquem que este tipo de contágio não está descartado.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.