Voltar
Mais de metade dos portugueses não tem acesso a um reumatologista

Mais de metade da população portuguesa não tem acesso a um reumatologista no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

É um alerta lançado pela Sociedade Portuguesa de Reumatologia (SPR), que refere que apenas cinco unidades hospitalares públicas têm o quadro completo de especialistas, numa clara deficiência de cobertura da rede do SNS.

O presidente da Sociedade de Reumatologia, Luís Cunha Miranda, refere à Lusa que o problema não é novo e abrange "cinco milhões de portugueses, dos quais metade tem uma doença reumática. Não estamos a falar do interior profundo, estamos a falar do Amadora Sintra, Penafiel, Guimarães ou o Santo António, no Porto".

O responsável frisa que "o mais chocante é que há pessoas disponíveis para abrir a especialidade, mas os hospitais não abrem".

Luís Cunha Miranda salienta ainda o impacto deste tipo de doenças nas reformas antecipadas, que custam por ano ao Estado, mais de 900 milhões de euros.

No último levantamento feito pela Ordem dos Médicos, em novembro de 2017, estavam definidos 177 reumatologistas em Portugal, sendo que nem todos trabalham no setor público.

Esta sexta-feira, 12 de Outubro, assinala-se o Dia Mundial das Doenças Reumáticas.

 

António Manuel Marques