Ligue-se a nós

Atualidade

Covid-19: Novo recorde no Brasil com 4 mil mortes em 24 horas

Publicado

Brasil bandeira

O Brasil ultrapassou esta terça-feira, pela primeira vez desde o início da pandemia, 4.000 mortes diárias (4.195) devido à covid-19, um novo recorde que elevou o total de óbitos para 336.947, segundo o Governo.

O recorde anterior havia sido notificado na última quarta-feira, quando o país chegou às 3.869 vítimas mortais num só dia.

Além da nova marca histórica na pandemia, o Brasil continua a ser o país com mais mortes registadas em 24 horas, muito acima dos Estados Unidos, país mais afetado pela covid-19 em números absolutos, ou da Índia, uma tendência que foi observada ao longo de todo o mês de março e que se tem mantido em abril.

De acordo com o último boletim epidemiológico difundido pelo Ministério da Saúde, o Brasil registou ainda 86.979 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, num total de 13.100.580 diagnósticos desde a chegada da covid-19 a solo brasileiro, em fevereiro do ano passado.

A taxa de incidência da doença no país, que atravessa agora o seu momento mais critico da pandemia com sucessivos recordes de casos e óbitos, ascendeu a 160 mortes e 6.234 casos por 100 mil habitantes.

Atualidade

Telma Monteiro campeã europeia de Judo

Publicado

A judoca Telma Monteiro conquistou hoje a medalha de ouro na categoria de -57 kg nos Europeus em Lisboa, ao vencer na final a eslovena Kaja Kajzer, por ‘ippon’.

Telma alcançou o sexto título europeu e chegou à 15.ª medalha em igual número de presenças em Europeus, tornando-se a primeira judoca a conquistar ‘metais’ em 15 Europeus.

No combate diante de Kajzer, 15.ª do mundo e com quem Telma Monteiro tinha perdido em 2020, em Telavive, a judoca do Benfica, 10.ª, conseguiu pontuar para ‘ippon’, terminando de imediato o combate, aos 39 segundos do prolongamento (‘golden score’).

Antes da final, a judoca tinha vencido a experiente austríaca Sabrina Filzmoser (waza-ari), duas vezes campeã europeia e 31.ª do mundo, a belga Mina Libeer (ippon), 48.ª, e a kosovar Nora Gjakova, quarta e a grande favorita em Lisboa, como mais bem classificada dos -57 kg na capital portuguesa.

Continue a ler

Populares