Ligue-se a nós

Entretenimento

Comunidade brasileira quer oferecer experiência do Carnaval a Coimbra

Publicado

A comunidade brasileira retoma mais uma edição do Carnaval de Coimbra, no domingo, no mercado do Calhabé, com o propósito de oferecer a “experiência do Carnaval brasileiro à cidade”.

“A programação vai ter desde a música do Rio de Janeiro à música baiana. Vamos contar com a apresentação do Grupo do Beco, um grupo de samba da cidade, e com o grupo de Axé, com músicos da Bahia. E além disso vamos contar com a apresentação do Bloco do Beco, que é uma pequena mostra de como funciona uma bateria de escola de samba no Brasil e no Rio de Janeiro”, disse hoje na apresentação do evento, em Coimbra, um dos membros organizadores, João Abreu.

“Vão viver [os participantes] realmente uma experiência de Carnaval brasileiro”, sublinhou.

A primeira edição, em 2020, contou com cerca de cinco mil participantes.

Desta vez, a segunda edição do Carnaval de Coimbra vai realizar-se no domingo, no mercado do Calhabé, com uma lotação máxima para 700 pessoas, com uma programação que conta com diferentes géneros musicais de um Carnaval brasileiro.

O Carnaval de Coimbra 2022 conta às 12:00 com “Amamanus”, com música brasileira, e, às 14:00, com o “Grupo do Beco”, com a presença de artistas convidados da cidade de Coimbra, como Luís Travassos, Alex Lima, Joana Gonçalves e Pedro e Mel.

A iniciativa conta ainda com a “Bateria do Bloco do Beco”, pelas 18:00, seguido do “Batuque da Favela”, com o grupo de Axé Bahia, finalizando com a atuação de “DJ Nathan” com Funk.

A evento, que conta com a parceria da União das Freguesias de Coimbra, tem início às 12:00 e desenrola-se até às 21:00, sendo que os bilhetes podem ser adquiridos através do ‘site’ bol.pt ou com os promotores do evento.

Trata-se também de uma iniciativa para “dar a conhecer o mercado do Calhabé”, disse na sessão o presidente da União de Freguesias de Coimbra, João Francisco Campos.

“Um intuito nosso também, além de toda a parte musical e cultural, é também poder contribuir um pouco com a revitalização do mercado”, referiu outro dos membros organizadores, Robert Sousa.

A organização apela à testagem à covid-19 e vai disponibilizar alguns testes no dia.

A iniciativa contou com um investimento de cerca de dez mil euros.

Na conferência de imprensa, foi dado ainda nota de que vai existir no sábado, pelas 11:00, um pequeno ensaio com o Bloco do Beco, na Praça do Comércio, seguido de uma caminhada, com o intuito de integrar a população e ainda dinamizar a Baixa de Coimbra.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado.