Ligue-se a nós

Desporto

Ciclismo: João Rodrigues (W52-FC Porto) venceu a ‘Alentejana’

Publicado

Foto: facebook.com/w52fcporto

João Rodrigues (W52-FC Porto) festejou este domingo, na Praça do Giraldo, em Évora, a conquista da Volta ao Alentejo em bicicleta, ao segurar os três segundos de avanço sobre Luís Mendonça (Rádio Popular-Boavista) na sexta e última etapa.

O pódio ficou completo com a presença de outro ciclista dos ‘azuis e brancos’, o espanhol Raul Alarcón, vencedor das duas últimas Voltas a Portugal, que terminou em terceiro a quatro segundos do seu companheiro de equipa.

O final da etapa foi igual ao das duas primeiras desta ‘Alentejana’, com o espanhol Enrique Sanz (Euskadi-Murias) a levantar os braços e festejar o triunfo, desta feita em 3:29.33 horas, o mesmo tempo do britânico Gabriel Cullaigh (Team Wiggins), vencedor em Évora em 2018, e menos um segundo do que o compatriota e colega de equipa Mario González.

Classificação da sexta etapa:
1. Enrique Sanz, Esp (Euskadi-Murias), 3:29.33 horas
2. Gabriel Cullaigh, GB (Team Wiggins), m.t.
3. Mario González, Esp (Euskadi-Murias), a 01 segundo
4. César Martingil, Por (Sporting-Tavira), m.t.
5. João Matias, Por (Vito-Feirense), m.t.
6. Cyril Barthe, Fra (Euskadi-Murias), m.t.
7. João Rodrigues, Por (W52-FC Porto), m.t.
8. Rhys Britton, GB (seleção sub-23 Grã-Bretanha), m.t.
9. Sergio Higuita, Col (Euskadi), m.t.
10. Tobias Foss, Nor (Uno X), m.t.

Classificação geral final:
1. João Rodrigues, Por (W52-FC Porto), 19:13.43 horas
2. Luís Mendonça, Por (Rádio Popular-Boavista), a 03 segundos
3. Raul Alarcón, Esp (W52-FC Porto), a 04
4. Tobias Foss, Nor (Uno X), a 15
5. Sergio Higuita, Col (Euskadi), a 21
6. Txomin Juaristi, Esp (Euskadi), a 26
7. Alejandro Marque, Esp (Sporting-Tavira), m.t.
8. Mario González, Esp (Euskadi-Murias), a 28
9. Vicente García de Mateos, Esp (Aviludo-Louletano), a 58
10. Rafael Reis, Por (W52-FC Porto), a 1.10 minutos

– Classificação por equipas:
1. W52-FC Porto, Por, 57:42.09 horas
2. Euskadi, Esp, a 1.04 minutos
3. Euskadi-Murias, Esp, a 1.28

– Classificação por pontos:
1. Luís Mendonça, Por (Rádio Popular-Boavista), 80 pontos
2. Enrique Sanz, Esp (Euskadi-Murias), 75
3. Gabriel Cullaigh, GB (Team Wiggins), 71

– Classificação do prémio da montanha:
1. James Fouché, Nzl (Team Wiggins), 11 pontos
2. Sergio Higuita, Col (Euskadi), 10
3. Luís Mendonça, Por (Rádio Popular-Boavista), 8

– Classificação da juventude:
1. Tobias Foss, Nor (Uno-X)
2. Sergio Higuita, Col (Euskadi)
3. Savva Novikov, Rus (Lokosphinx)

Desporto

Bruno Lage renova com o Benfica até 2024

Publicado

O treinador do Benfica, Bruno Lage, renovou o contrato até 2024, anunciou hoje o clube campeão português de futebol, no seu site oficial.

Bruno Lage, de 43 anos, assumiu o comando da equipa principal do Benfica em janeiro de 2019, substituindo Rui Vitória, e tinha contrato até 2023, que tinha assinado quando regressou à equipa B.

Na estreia como treinador na I Liga, o setubalense levou os ‘encarnados’ à conquista do título da I Liga, depois de ter pegado na equipa no terceiro lugar, a sete pontos do então líder FC Porto.

Em 53 jogos no comando do Benfica, Bruno Lage conseguiu 40 vitórias, tendo apenas uma derrota em jogos do campeonato, cuja atual edição lidera com 36 pontos, mais quatro do que o segundo, o FC Porto.

“Estive sempre tranquilo relativamente a essa questão [da renovação], porque, desde o momento em que falei com o presidente, sabia que seria fácil de resolver. É um não assunto, e os ‘timings’ no Benfica têm sido todos certos. Eu só queria saber o local para assinar, darem-me os papéis para a frente e a questão ficava resolvida”, disse o treinador aos meios de comunicação do clube.

Em relação ao novo contrato referiu: “Tinha um contrato prolongado até 2023, foi acrescentado um ano e o tal aumento de salário. Como tal, estou feliz e orgulhoso por reconhecerem, fundamentalmente, o nosso profissionalismo e dedicação, para continuarmos sempre empenhados em dar o nosso melhor pelo clube”.

A finalizar, Bruno Lage apontou como metas “continuar a ganhar, a vencer, estar inserido em todas as provas e ter grandes conquistas”.

Continue a ler

Populares