Ligue-se a nós

Atualidade

Chuva para o São João no Porto

Publicado

Esta quarta-feira o dia ainda será de nuvens e aguaceiros, mas há boas notícias para quem vai de fim de semana prolongado para o Sul do país. O tempo vai melhorar e, no Algarve, as temperaturas poderão chegar aos 30 graus, de acordo com as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

Na quinta-feira, feriado, Dia do Corpo de Deus, já não deverá chover e está prevista uma subida das temperaturas em praticamente todo o país.

Quem for passar o fim de semana prolongado ao Algarve pode contar com sol e calor já na sexta-feira. As temperaturas vão chegar aos 30 graus em Faro.

Já em Lisboa as máximas deverão rondar os 24 graus na sexta-feira, os 26 graus no sábado e os 25 no domingo.

Menos calor vai estar no Porto, onde as máximas não deverão ultrapassar os 21 graus. As previsões apontam para chuva no domingo e na segunda-feira.

Atualidade

Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC) fizeram 11.235 mortos em 2018

Publicado

Os acidentes vasculares cerebrais causaram em 2018 o maior número de óbitos, com 11.235 mortes, mas os dados melhoraram em relação ao ano anterior, ao contrário das mortes por doenças respiratórias, que estão a aumentar, segundo o INE.

Os dados hoje divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) indicam que a redução das mortes por AVC nos últimos anos (de 13,9% em 2008 para 9,9% em 2018) foi a que maior impacto teve no decréscimo das mortes causadas por doenças do aparelho circulatório.

Em 2018 morreram 7.241 pessoas por doença isquémica do coração, menos 1% que no ano anterior, o que representa a segunda maior proporção de óbitos (6,4%) em Portugal.

Segundo o INE, registaram-se também 4.620 mortes por enfarte agudo do miocárdio, ou seja, 4,1% da mortalidade, com um aumento de 1,7% no número de óbitos em relação ao ano anterior (4.542).

Em comparação com os AVC e o enfarte agudo do miocárdio, a doença isquémica do coração apresenta as taxas brutas de mortalidade mais elevadas nos grupos etários inferiores a 65 anos.

As doenças do aparelho respiratório causaram 13.305 óbitos em 2018, um aumento de 3,8% em relação ao ano anterior, representando 11,7% da mortalidade total ocorrida no país.

Continue a ler

Populares