Ligue-se a nós

Atualidade

Casamentos, arraiais e marchas comemoram Santo António em Lisboa

Publicado

Foto: Facebook Festas de Lisboa

Os Casamentos de Santo António, os arraiais e o desfile de 24 marchas populares vão colorir esta quarta-feira as Festas de Lisboa, em véspera de feriado municipal.

Durante a manhã, pelas 11:45, 16 casais vão contrair matrimónio nos Casamentos de Santo António, evento organizado pela Empresa de Gestão de Equipamentos e Animação Cultural (EGEAC), numa cerimónia civil a realizar nos Paços do Concelho, seguindo-se a religiosa na Sé de Lisboa, às 14:00.

À noite, os casais de Santo António juntam-se ao tradicional desfile das Marchas Populares na Avenida da Liberdade.

As marchas contam com a participação de 20 grupos: Alfama – vencedora em 2018 -, S. Vicente, Carnide, Bica, Bela Flor-Campolide, Ajuda, Baixa, Madragoa, Penha de França, Graça, Beato, Marvila, Bairro da Boavista, Olivais, Mouraria, Parque das Nações, Castelo, Alto do Pina, Alcântara e Bairro Alto.

Trânsito condicionado

O trânsito na zona do Marquês de Pombal e na Avenida da Liberdade vai estar condicionado entre hoje e quinta-feira, devido às marchas, de acordo com a PSP.

A partir das 14:00 de hoje, vão existir condicionamentos de trânsito no eixo central da Avenida da Liberdade, entre a Rua Alexandre Herculano e o Largo da Anunciada.

Às 17:00 haverá corte de trânsito no eixo central da Avenida, entre a Rua das Pretas e Rua Alexandre Herculano e, a partir das 18:30, será interditada a circulação rodoviária entre a Praça Marquês de Pombal e a Praça D. Pedro IV (Rossio).

Esta interdição ao trânsito decorrerá até às 08:00 de quinta-feira.

A polícia aconselha ainda o uso dos transportes públicos, por ser mais prático e para se evitar conduzir depois de beber.

Publicidade

COMENTÁRIOS

Atualidade

Em Portugal Continental não vai haver quarentena para turistas

Publicado

O primeiro-ministro assegurou hoje que em Portugal Continental não irão vigorar normas de quarentena para quem venha de fora do país, e disse estar tranquilo e “sem pressas” quanto à reabertura da fronteira terrestre com Espanha.

No final de um Conselho de Ministros de quase oito horas, que se reuniu para fazer o balanço das medidas da segunda fase de desconfinamento e tomar decisões relativamente à terceira fase, no âmbito da pandemia de covid-19, António Costa foi questionado se Portugal estava a negociar com algum país para que turistas possam entrar no país sem quarentena.

“Em Portugal Continental não vigorou, não vigora e nem pretendemos que venham a vigor normas de quarentena, têm sido única e exclusivamente adotadas pelas Regiões Autónomas, nunca o Governo da República as adotou e nunca as irá adotar”, afirmou.

Questionado se concorda com o anúncio feito pelo seu homólogo espanhol, Pedro Sánchez, de que a fronteira terrestre não reabra antes de 15 de julho, o primeiro-ministro remeteu o tema para negociações bilaterais.

“Estamos totalmente tranquilos e sem pressas na reabertura da nossa fronteira, respeitamos integralmente a sua vontade de não proceder à reabertura antecipada de fronteiras”, afirmou.

António Costa salientou que esta fronteira terrestre se mantém aberta para transporte de mercadorias, trabalhadores transfronteiriços e para os emigrantes que pretendam atravessar a Espanha para vir a Portugal, recordando que França já assegurou que os portugueses não terão de cumprir quarentena no regresso de férias.

Lusa

Continue a ler

Populares