Ligue-se a nós

Atualidade

Câmara de Oeiras vai “averiguar factos” na base das queixas contra parque de Natal

Publicado

A Câmara de Oeiras comprometeu-se a “proceder à averiguação dos factos” que estão a levar centenas de turistas espanhóis a reclamar contra um parque de Natal, que abriu portas este fim de semana em Algés.

“Tendo tomado conhecimento de reclamações de visitantes da Capital do Natal, evento privado e apoiado por diversas entidades, a Câmara Municipal de Oeiras já está a proceder à averiguação dos factos”, lê-se num comunicado divulgado esta terça-feira pela autarquia.

A Capital do Natal foi apresentada como um “sítio mágico” que dá a oportunidade de se “brincar com neve real”, “patinar na maior pista de gelo” e ver espetáculos de luzes num grande lago no centro do recinto, entre outros.

O Christmas Fun Park da Europa está a ser comercializado também em Espanha, e este fim de semana foram vários os espanhóis que se deslocaram ao parque nos arredores de Lisboa.

Contudo, centenas deles estão hoje a tecer grandes críticas à Capital do Natal, a exigir o dinheiro de volta e o encerramento do parque, alegando que a imagem que lhes foi vendida não corresponde à realidade, e que “nem neve havia”.

Segundo o jornal espanhol “Hoy”, a União de Consumidores da Estremadura (UCE) já recebeu mais de uma centena de reclamações de publicidade enganosa, porque as “instalações não correspondem à realidade”.

Do lado dos portugueses, também foram escritas várias críticas na página oficial de Facebook da Capital do Natal, mas ainda ninguém apresentou queixa na DECO – Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor.

Entretanto a organização emitiu um comunicado:

A Lusa tentou, sem sucesso, contactar a organização da Capital do Natal para obter esclarecimentos.

Publicidade

COMENTÁRIOS

Atualidade

Suspeito de esfaquear rapaz de 16 anos em escola de Gondomar entregou-se à GNR

Publicado

Um jovem de 18 anos suspeito de ter esfaqueado esta manhã um outro de 16 anos numa escola de Fânzeres, em Gondomar, distrito do Porto, entregou-se no posto da GNR local, disse à Lusa fonte policial.

Em declarações à agência Lusa, fonte da GNR confirmou que o suspeito “se entregou no posto da GNR” de Fânzeres.

A vítima foi transportada ao Hospital de São João e, de acordo com informações chegada ao Comando Territorial da GNR do Porto, não corre risco de vida.

O caso ocorreu pelas 10:30 na Escola EB 2,3 de Santa Bárbara, em Fânzeres, concelho de Gondomar.

Continue a ler

Populares