Ligue-se a nós

Atualidade

Benfica conhece adversário na caminhada para a Liga dos Campeões

Publicado

Águia Vitoria Estádio da Luz

Benfica, terceiro classificado na I Liga portuguesa de futebol de 2020/21, vai ficar a conhecer hoje o adversário na terceira pré-eliminatória da Liga dos Campeões, no sorteio marcado para Nyon, na Suíça.

Os russos do Spartak Moscovo, orientados pelo ex-treinador dos ‘encarnados’ Rui Vitória, e os belgas do Genk são dois dos possíveis adversários, juntamente com dois conjuntos provenientes na segunda pré-eliminatória.

A formação de Jorge Jesus poderá defrontar o vencedor do embate entre os holandeses do PSV Eindhoven e os turcos do Galatasaray ou ainda o conjunto que se qualificar do duelo entre os checos do Sparta Praga e os austríacos do Rapid Viena.

O Benfica faz parte do lote dos cabeças de séries, pelo que não poderá defrontar os ucranianos do Shakhtar Donetsk, os franceses do Mónaco e ainda o vencedor do embate entre os escoceses do Celtic e os dinamarqueses do Midtjylland.

Os encontros da terceira pré-eliminatória realizam-se em 03 e 04 de agosto (primeira mão) e 10 de agosto (segunda), com os vencedores a rumarem ao ‘play-off’, com sorteio em 02 de agosto e jogos em 17 e 18 (primeira mão) e 24 e 25 (segunda).

No caso de se qualificar para o ‘play-off’, o Benfica já sabe que será novamente cabeça de série no respetivo sorteio, juntamente com o Shakhtar, a única equipa do ‘caminho das ligas’ que já sabe que não poderá defrontar.

Os ‘encarnados’ falharam em 2020/21 o apuramento para a fase de grupos, ao caírem logo na terceira pré-eliminatória, num jogo único com o PAOK Sálonica, então comandado por Abel Ferreira, que venceu por 2-1, na Grécia.

No caso de, desta vez, conseguir ultrapassar as duas pré-eliminatórias, o Benfica junta-se na fase de grupos, que arranca em 14 de setembro, ao campeão nacional Sporting e ao ‘vice’ FC Porto.

Como vencedor da I Liga portuguesa de 2020/21, o conjunto ‘leonino’, comandado por Rúben Amorim, estará no Pote 1 do sorteio de 26 agosto, enquanto a formação liderada por Sérgio Conceição estará no Pote 3, ao qual também irá parar o Benfica, caso lá chegue.

Além das ‘águias’, também o Paços de Ferreira ficará hoje a conhecer o seu adversário na terceira pré-eliminatória da nova competição da UEFA, a Liga Conferência Europa, tal como o Santa Clara, que só estará presente nessa ronda se bater na segunda o Shkupi, da Macedónia.

O conjunto açoriano joga no reduto dos macedónios na quinta-feira e é anfitrião da segunda mão uma semana depois, em 29 de julho.

No sorteio da terceira pré-eliminatória, as duas equipas lusas são cabeças de série.

Atualidade

Programa Apoiar reforça apoios para empresas encerradas devido à pandemia

Publicado

A alteração ao regulamento do programa Apoiar determina novos apoios para as empresas que se mantêm encerradas devido à pandemia de covid-19, designadamente bares e discotecas, anunciou hoje o Governo.

Numa nota enviada às redações, o gabinete do ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital, Pedro Siza Vieira, destaca que “este reforço da liquidez” se traduz “numa duplicação do apoio extraordinário já atribuído, correspondente ao valor do incentivo apurado referente ao último trimestre de 2020”.

A medida visa “melhorar as condições de tesouraria das empresas para fazerem face aos compromissos de curto prazo, contribuindo para a sua subsistência durante e após o surto pandémico”, é salientado no comunicado.

O gabinete de Siza Vieira refere que, no caso das empresas com quebras de faturação entre os 25% e os 50%, “o reforço do apoio pode atingir os 13.750 euros para as microempresas e os 33.750 euros para as pequenas, médias e grandes empresas”.

“Caso as quebras tenham sido superiores a 50%, o apoio pode ascender a 20.625 euros ou 50.625 euros, respetivamente”, é acrescentado.

A alteração ao regulamento do programa Apoiar aplica-se retroativamente às candidaturas que já foram aprovados e o ajustamento dos valores a receber será feito de forma automática, depois de confirmadas as condições de acesso, explica o Governo.

Lusa

Continue a ler

Populares