Ligue-se a nós

Atualidade

Avô e bebé de 10 meses morrem em despiste automóvel em Penafiel

O carro terá caído numa ribanceira, a uma distância de cerca de 50 a 60 metros, e ficado preso junto a uma lagoa do rio Douro.

Publicado

O despiste de um automóvel que ocorreu esta terça-feira em Canelas, Penafiel, provocou dois mortos, entre os quais um bebé de 10 meses, disse à agência Lusa fonte dos Bombeiros Voluntários (BV) de Entre-os-Rios.

Fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) confirmou à Lusa que um homem de 59 anos e o bebé são as “vítimas mortais” deste acidente. Segundo o Jornal de Notícias, o homem de 59 anos era avô do bebé.

O acidente provocou também ferimentos ligeiros em duas mulheres, de 20 e 40 anos, e graves numa outra ocupante, de 40 anos, que foi encaminhada ao Hospital do Vale do Sousa.

De acordo com o CDOS do Porto, “o acidente aconteceu com um carro no qual seguiam cinco pessoas”. O alerta foi dado às 11:46 na Estrada Nacional (EN) EN108, em Canelas, concelho de Penafiel, no distrito do Porto.

Atualidade

Parlamento aprova voto de pesar pela morte de criança em Peniche

Publicado

O parlamento aprovou hoje um voto de pesar pela morte de Valentina Fonseca, de nove anos, em Peniche, um caso ocorrido em maio, em que o pai é um dos suspeitos do crime.

A comissão de Assuntos Constitucionais, Direitos, Liberdades e Garantias aprovou hoje votos de pesar pela morte da criança da autoria do BE, CDS, PSD e PAN e chumbou um voto apresentado pelo deputado do Chega, que não participou na reunião.

Todos os votos manifestam pesar pela morte da criança, tendo sido decidido que haverá um texto comum, dado que os quatro tinham o mesmo objetivo – manifestar pesar e consternação pelo falecimento de Valentina Fonseca.

O voto do deputado do Chega foi chumbado por todos os deputados presentes (do PS, PSD, PCP, BE e a deputada não inscrita Joacine Katar Moreira) pelas referências a em defesa da pena de prisão perpétua.

Valentina, de nove anos, foi dada como desaparecida na manhã do dia 07 de maio, depois de uma denúncia do pai no posto da GNR de Peniche, e encontrada três dias depois num pinhal.

O pai da criança é considerado o autor do crime, de acordo com o juiz de instrução do Tribunal de Leiria, que decretou a prisão preventiva ao homem e à madrasta da menina em 13 de maio.

Continue a ler

Populares