Ligue-se a nós

Atualidade

“Areia Branca”: Autoridades apreendem uma tonelada de cocaína

Publicado

A Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional de Combate ao Tráfico de Estupefacientes, “contando com a preciosa colaboração da Marinha e da Força Aérea”, desenvolveu, “nos últimos dias”, uma “complexa operação de combate ao tráfico transnacional de estupefacientes por via marítima”, lê-se no comunicado enviado às redações.

Na sequência dessa operação, designada Areia Branca, “foi possível localizar e depois intercetar, em pleno Oceano Atlântico, uma embarcação de pesca de pavilhão brasileiro relativamente à qual se suspeitava estar a ser utilizada no transporte de elevada quantidade de cocaína com destino final ao continente europeu”.

A embarcação, refere a PJ, foi “conduzida à Base Naval de Lisboa” e, posteriormente alvo de busca, “tendo sido encontrados no interior da mesma, em compartimento de difícil acesso especialmente criado para o efeito, um total de 1102 kg. (mil cento e dois quilogramas) de cocaína acondicionados em cinquenta sacos de sarapilheira”.

Foram detidos sete homens estrangeiros com idades compreendidas entre os 36 e os 64 anos que serão presentes à autoridade judiciária competente para aplicação das medidas de coação tidas por adequadas.

Atualidade

Empresa de Gaia que promove carne com imagem de mulher vai retirar cartazes

Publicado

Foto: Facebook Carnes Sá da Bandeira

A empresa Carnes Sá da Bandeira, de Vila Nova de Gaia, que lançou uma campanha publicitária onde associava uma mulher de bikini à venda de carne, vai remover os cartazes.

Para promover a carne de vitela branca para assar a empresa associou a imagem de uma mulher em bikini na praia. Por debaixo do “slogan” lê-se: “Para quem prefere o melhor”.

Esta terça-feira, a empresa emitiu um comunicado a explicar que «À semelhança de anos anteriores foram elaborados cartazes alusivos ao verão cuja associação de imagens levou a interpretações que de modo algum ocorreu à empresa. Tendo como máxima que “a nossa liberdade acaba quando começa a liberdade do outro” procedemos de imediato à remoção dos mesmos».

Entretanto o MDM – Movimento Democrático de Mulheres enviou um protesto à Comissão para a Cidadania e a Igualdade de Género. Nas redes sociais, o Movimento defende que “as mulheres não são mercadoria” e critica duramente a campanha.

Continue a ler

Populares