Ligue-se a nós

Entretenimento

Antestreia: “Quero-te Tanto” junta Pedro Teixeira e Benedita Pereira

Publicado

Foto: Facebook Quero-te Tanto

Esta semana, mais curta e para alguns com direito a férias e tudo, sugerimos três filmes: a comédia romântica portuguesa Quero-te Tanto, o filme de animação Mr. Link e em francês, Irmãs a Meias.

Quero-te Tanto é a comédia indicada para entrar no espírito das férias da Páscoa. Conta com os atores Pedro Teixeira e Benedita Pereira, um jovem casal à espera do primeiro filho e de uma estadia na prisão.

Há voos de balão, dance battle ao som de Conan Osíris, sonhos com a Patagónia e até zombies! Uma comédia romântica portuguesa realizada por Vicente Alves do Ó.

 

Mr. Link: dois metros e quarenta, 290 quilos e muito pelo. Basicamente, não passa despercebido e não se deixem enganar pelas aparências. Ele é divertido e simpático e só quer companhia, para tal recruta um explorador para o guiar numa viagem em busca dos primos, há muito perdidos. A voz de Mr.Link é de César Mourão.

A viagem à procura dos primos é tudo menos tranquila. Além de César Mourão, Raquel Tavares e Fernando Luís dão voz a Mr Link, um filme de animação, com estreia marcada para esta quinta-feira.

 

Em francês, Demi Soeurs ou Irmãs a Meias, na língua de Camões. Un, deux, troi… Lauren, tem 29 anos e tenta entrar no mundo da moda, Olivia é uma psicóloga de 28 anos e Salma, de 26 anos, professora de história. Não se conhecem até ao dia em que o pai biológico morre e herdam um belo apartamento em Paris.

Muita confusão, já que todos sabemos não ser fácil partilhar casa, dividir prateleiras do frigorífico, móveis para sapatos. No fim, tudo acaba bem e a amizade prevalece.

Entretenimento

Documentário sobre Tony Carreira estreia hoje em Portugal

Tony Carreira, de 55 anos, começou a cantar em França, para a comunidade portuguesa, numa banda constituída com os irmãos, Irmãos 5.

Publicado

Foto: Facebook Tony Carreira

O documentário focado na vida e obra do cantor Tony Carreira, “Tony”, de Jorge Pelicano, estreia-se hoje nos cinemas portugueses.

O filme, de acordo com a distribuidora NOS Audiovisuais, “é um retrato inédito da vida de Tony Carreira, onde marcam presença a família, os amigos e as histórias desses milhares de portugueses que o acompanham há 30 anos e que, mesmo nos momentos mais difíceis, nunca o abandonaram”.

O cantor assinalou no ano passado 30 anos de carreira, anunciando uma pausa “no seu percurso musical”, por tempo indeterminado.

De acordo com a distribuidora do filme, “o realizador Jorge Pelicano teve acesso exclusivo à vida pessoal e profissional de Tony Carreira, acompanhando-o, durante este ano decisivo, em sucessivas digressões nacionais e internacionais”.

“Da digressão francesa, às gravações do dueto com Rudy Pérez em Miami – um dos mais prestigiados produtores de música latina (e um dos nomes envolvidos na polémica de plágio) – de Israel, à infância de Tony Carreira; do seu primeiro sucesso nos anos 80, em França, à conquista das grandes salas de espetáculos, como o Olympia de Paris; ‘Tony’ releva imagens inéditas e testemunhos únicos deste ‘fenómeno’ da música nacional que é, indubitavelmente, uma inspiração para todos os portugueses”, lê-se num comunicado da distribuidora.

A realização está a cargo de Jorge Pelicano, que nasceu na Figueira da Foz em 1977, iniciou a vida profissional no jornalismo, sobretudo como repórter de imagem em televisão, antes de enveredar pelo cinema documental.

É autor dos documentários “Ainda há pastores?” (2005), “Pare, escute, olhe” (2009), “Para-me de repente o pensamento” (2015) e “Até que o porno nos separe” (2018).

Continue a ler

Populares