Ligue-se a nós

Atualidade

Abortos ao nível mais baixo desde a legalização

Publicado

O número de interrupções voluntárias da gravidez ficou, em 2017, ao nível mais baixo desde que esta prática foi legalizada em Portugal: foram registados 15 492 abortos, uma descida de 3% em relação ao ano anterior, sobretudo em mulheres com idades entre os 15 e os 19 anos.

Segundo números do Eurostat, o Gabinete de Estatísticas da União Europeia, revelados hoje pelo Jornal de Notícias, houve menos 1438 abortos entre as mulheres mais novas, sendo que 45% das IVG foram feitas por mulheres entre os 20 e os 29 anos. A maior subida aconteceu nas mulheres mais velhas, entre os 45 e os 49 anos, com mais 146% de abortos registados.

Outro dado adiantado pelo jornal é que 56% das interrupções da gravidez são feitas por mulheres que já tinham sido mães e que tinham mais de 30 anos na altura da intervenção.

A IVG foi legalizada em Portugal depois de um referendo realizado em fevereiro de 2007, com 59,3% a responderem “sim” à pergunta que era feita no boletim de voto: “Concorda com a despenalização da interrupção voluntária da gravidez, se realizada, por opção da mulher, nas primeiras dez semanas, em estabelecimento de saúde legalmente autorizado?”

Atualidade

Mãe de menina que morreu na bagageira pode ser acusada de ofensa à integridade física

Publicado

Emergência Ambulância

A mãe da menina que morreu na bagageira, na sequência de um acidente de carro na madrugada de domingo em Cascais, pode vir a ser acusada de pelo menos dois crimes, avança o jornal Sol.

O advogado Rogério Alves disse ao Jornal de Notícias (JN) que a mulher, que era também a condutora do carro, pode ser acusado de “condução perigosa de veículo rodoviário, numa pena que pode ir até três anos de prisão”; e ainda do crime de “ofensa à integridade física com agravação do resultado, o que inclui uma pena que também pode ir até aos três anos de cadeia”.

O acidente aconteceu pelas 0h20 horas de domingo, sendo que no carro estavam oito pessoas, incluindo duas crianças que seguiam na bagageira, uma menina de 10 anos e um rapaz de 13.

De acordo com fonte da GNR, citada pelo JN, o caso “está agora entregue ao Núcleo de Investigação de Acidentes do Destacamento de Trânsito da GNR de Carcavelos”.

Continue a ler

Populares