Ligue-se a nós

Atualidade

A queda do pináculo de Notre-Dame

Publicado

Um violento incêndio consumiu esta segunda-feira a catedral de Notre-Dame em Paris, França. O pináculo emblemático do monumento caiu em consequência do incêndio.

O teto “colapsou totalmente”, poucos minutos após o pináculo. O incêndio atingiu a torre mais alta da catedral que é um dos monumentos históricos mais visitados da Europa.

De acordo com os bombeiros da capital francesa, a causa do incêndio poderá estar nos trabalhos de reabilitação do edifício.

No Twitter Laurent Nunez, secretário de Estado do Interior francês, indicou que a “estrutura da catedral está salva na sua integridade”. A estrutura do monumento é de pedra, sendo que o resto acabou por colapsar.

A catedral, que remonta ao século XII e é famosa pelo romance clássico de Victor Hugo, O Corcunda de Notre-Dame, atrai milhões de turistas todos os anos. O monumento estava a ser sujeito a obras, com algumas seções com andaimes. As estátuas de bronze foram removidas na semana passada para obras.

Atualidade

Pastel de Nata elogiado pela Bloomberg

Publicado

A Bloomberg, agência norte-americana, elogiou a especialidade portuguesa e prevê mesmo que se possa tornar “tão omnipresente quanto o croissant” francês.

A popularização do nosso pastel por supermercados, cafés e padarias por todo o mundo mereceu, por isso, destaque da Bloomberg.

“Uma sobremesa improvável está a caminho de se tornar tão omnipresente quanto o croissant“, começa por categorizar a agência. E se há uma década o pastel de nata “estava limitado à obscuridade”, agora a especialidade parece ser encontrada em cada esquina.

A simplicidade do bolo — que deve ser comido com as mãos e não de garfo e faca, como sublinha a Bloomberg — e a antiga origem da sua receita são duas das particularidades elogiadas no artigo.

E se o custo acessível que tem em Portugal reúne elogios, logo é feita a comparação com os preços praticados nas lojas de Londres, por exemplo, onde uma nata pode custar até três libras (cerca de 3,50 euros).

Segundo a agência, foi mesmo em Inglaterra que o Lidl chegou a vender dois mil pastéis de nata por hora nos seus supermercados britânicos.

Continue a ler

Populares