Ligue-se a nós

Atualidade

25 de Abril com menos presenças no parlamento

Publicado

O Governo decidiu hoje reduzir as presenças  na sessão solene das comemorações do 25 de Abril na Assembleia da República.

De sete passa para quatro, o número dos membros do Governo  presentes na sessão solene que vai decorrer no sábado no parlamento, segundo disse à agência Lusa fonte do executivo.

Com a decisão agora tomada, apenas vão estar sentados na bancada do Governo o primeiro-ministro, a ministra de Estado e da Presidência, o ministro da Defesa e o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares.

A Assembleia da República conta que na sessão solene do 25 de Abril no próximo sábado estejam presentes menos de cem pessoas, entre deputados e convidados.

PS, PSD e BE revelaram que reduziram o número de deputados que vão participar na sessão solene e que assim deverá ter, no total, 46 parlamentares.

Atualidade

Presidente brasileiro tem Covid-19

Publicado

O Presidente do Brasil, disse hoje que está infetado com o novo coronavírus, um dia depois de relatar sintomas e realizar um teste num hospital Militar, em Brasília.

Numa comunicação via Facebook, Bolsonaro confirmou o resultado positivo do teste e adiantou que fez uma radiografia e que o pulmão “estava limpo”.

O Presidente já havia informado a apoiantes que estava com febre e dores no corpo e, por isso, decidiu fazer o exame.

O Brasil é o país lusófono mais afetado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo, ao contabilizar o segundo número de infetados e de mortos (mais de 1,62 milhões de casos e 65.487 óbitos), depois dos Estados Unidos.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 538 mil mortos e infetou mais de 11,64 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Depois de a Europa ter sucedido à China como centro da pandemia em fevereiro, o continente americano é agora o que tem mais casos confirmados e mais mortes.

 

Lusa

Continue a ler

Populares