Ligue-se a nós

Atualidade

25 Abril: Parlamento celebra 45 anos da “revolução”

Publicado

Foto: parlamento.pt

A Assembleia da República assinala na quinta-feira o 45.º aniversário da “Revolução dos Cravos” com a habitual sessão solene no hemiciclo, de manhã, e à tarde abre as portas ao público.

O presidente do parlamento, Ferro Rodrigues, abre a sessão no hemiciclo pelas 10:00, depois de a banda da GNR executar o Hino Nacional, nos Passos Perdidos, e dá a palavra aos representantes dos grupos parlamentares.

A sessão encerra com as intervenções de Ferro Rodrigues e Marcelo Rebelo de Sousa, que faz, este ano, o seu quarto discurso como Presidente da República, perante os deputados.

O primeiro-ministro, António Costa, e os restantes membros do Governo assistem à sessão, mas não têm intervenções previstas.

À tarde, a partir das 15:00, a Assembleia da República abre as suas portas, podendo os visitantes conhecer os corredores e o interior do palácio, com visitas livres e atividades culturais.

Em Lisboa, à tarde, organizado pela Associação 25 de Abril, realiza-se o tradicional desfile popular na capital, a partir do Marquês de Pombal até ao Rossio.

Durante da tarde de 25 de Abril, António Costa vai passear pelos jardins de São Bento.

Atualidade

Novos aviões da TAP investigados após enjoos e vómitos a bordo

O problema poderá estar no sistema de renovação do ar. 

Publicado

Vários tripulantes e passageiros da TAP apresentaram, nos últimos meses, queixas de enjoos e vómitos a bordo dos novos aviões A330Neo.

O mais recente episódio dos vários registados aconteceu na semana passada, durante um voo para o Brasil.

De acordo com a TSF, a tripulação sentiu-se mal no final da viagem e os pilotos foram vistos a usar uma máscara na aterragem para garantirem que respiravam o ar adequado. O mesmo já teria acontecido noutros voos. Segundo a estação de rádio, o Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) já recebeu cerca de dez relatos de tripulantes preocupados.

Segundo a TSF, o problema pode estar relacionado com uma renovação insuficiente do ar dentro dos novos aviões – os mais recentes aparelhos ao serviço da companhia portuguesa -, que faz com que este atinja valores que podem causar indisposições no final de viagens longas.

A TAP confirmou ao JN, em resposta escrita, ter “registo de relatos de casos pontuais de tripulantes com ligeiras indisposições”, afastando que tais sejam motivados pela circulação de ar.

A Airbus já reuniu com a companhia aérea, o Sindicato dos Pilotos da Aviação Civil e a Associação Portuguesa de Tripulantes de Cabine, a fim de apurar a causa do problema.

Continue a ler

Populares